domingo, 3 de abril de 2011

Dirigindo Scania

Conduzindo um Scania 113 com Embreagem Simples


video



Bom, este é um Scania T - 113 H. A embreagem dele é acionada por um pistão chamado "servo", que funciona à base de descarga de ar, que faz tornar o pedal mais macio e muito leve. Além disso, todos esses caminhões europeus como Volvo, Scania e Mercedes entre outros, também têm suas engrenagens acionadas usando-se o AR, ou seja, tudo funciona "a ar". Apesar da caixa de mudanças do Scania 113 ser a ar e sincronizadas as suas engrenagens, você pode conduzir o veículo sem usar a embreagem - mas não é tão fácil "bater alavanca" (shifting gears) quanto um caminhão cuja caixa de mudanças não tenha engrenagens sincronizadas, como é o caso de alguns modelos do Eaton-Fuller.


No caso acima vemos o motorista usando a Embreagem simples, e o que vemos é, em algumas mudanças de marchas, ele perdendo tempo (a engrenagem demora um pouquinho para entrar), justamente por estar conduzindo o veículo, em uma velocidade em que não permite uma sincronidade entre a rotação do motor e as das engrenagens do câmbio.


Uma Embreagem dupla teria resolvido o problema...



Exemplo de "Shifting Gears" (Batendo Alavanca) com Embreagem Dupla


video


Aí está mais um exemplo de "shifting gears" com embreagem dupla. Apesar de a "Embreagem simples" aparentemente ser mais rápida, para um motorista que tem prática, a embreagem dupla é mais rápida e eficiente. Além do mais torna mais macio o shifting gears e também evita o "ronco" de engrenagens impedindo a entrada da marcha que, no mínimo, pode fazer o caminhão perder velocidade e ter que fazer a retomada do shifting gears, ou simplesmente, ficar batendo alavanca no cargueiro.




sábado, 2 de abril de 2011

Exemplo de Embreagem Dupla


video



Exemplo de Embreagem Dupla

Da embreagem dupla

O que é a Embreagem Dupla?


Embreagem Dupla é normalmente utilizada em caminhões de estrada, ou carros de corrida de alta performance, mas qualquer pessoa com um manual de transmissão pode executar esta tarefa simples. Na embreagem simples ou única, o ato de mudar as engrenagens é simples. Primeiro, a embreagem é pressionada, a alavanca empunha a próxima marcha e, finalmente, a embreagem é liberada colocar o carro de volta na engrenagem. Tudo isso geralmente é feito sem pensar, pelo menos depois de alguma prática.

Mas a Embreagem Dupla acrescenta um terceiro passo na mistura. O câmbio, ao invés de ir direto para a próxima marcha, faz uma parada em ponto morto e, em seguida, a embreagem é liberada. Isto para permitir que o motor possa abrandar o atrito(ou com um toque no acelerador, a velocidade quando downshifting) para a transição para a próxima marcha é muito mais suave. O motorista então pressiona a embreagem de novo e termina o turno na engrenagem alvo e, finalmente, a embreagem é liberada novamente, colocando o carro de volta na engrenagem. Leva apenas uma fração de segundo para a velocidade do motor corresponder à velocidade da marcha (e é aí que está o segredo e a sua função), por isso toda a ação é feita muito rapidamente, como uma seqüência de fluido de eventos. Ver mais: http://www.wisegeek.com/what-is-double-clutching.htm


Provavelmente foi inventada por tratoristas e posteriormente pelos carreteiros que trabalhavam com C. tratores de câmbio seco, como os Eaton-Fuller.

Da necessidade: para quem trabalha com o Eaton-Fuller, é uma necessidade a embreagem dupla, principalmente quando a marcha está sendo trocada meio fora do tempo, fora da velocidade em que deve ser trocada, pois, de outro modo, poderia ser trocada sem mesmo usar a embreagem.

A função é justamente não permitir que a marcha "enrosque" e o caminhão pare, por isso a necessidade. No Brasil os primeiros C. tratores eram de câmbio seco, como o Mercedes-Bens 1924, os FNMs (se é que isso é ou algum dia foi caminhão) e o Fiat 190 f- 27.

Virou mania: Com o tempo virou moda, e mesmo nos caminhões já com embreagem e mudança da marcha a ar, continuaram a fazer a embreagem dupla. Para tirar a marcha você deve dar só um toquinho nela com o pé, ao passo que, para colocar outra marcha, é preciso afundar o pé um pouco mais. Contudo, se estiver trocando a marcha na velocidade certa, provavelmente só irá usar a embreagem "na casquinha".


Outras funções da Embreagem Dupla

A maioria dos carros modernos, porém, estão equipados com aparelhos chamados sincronizadores que ajudam a sincronizar a velocidade da caixa de velocidades com a do motor. Isso efetivamente elimina a necessidade de dupla embreagem. Alguns caminhões grandes, por outro lado tem tantas artes que sincronizadores são ineficientes.

Há tempos, porém, que um motorista de carro normal pode querer fazer uso de dupla embreagem. Muitos condutores de transmissão manual podem perceber as vantagens de redução de marchas em condições escorregadias. Ao invés de freio e derrapagem, um carro com transmissão manual pode fazer uso do motor para abrandar - eliminando assim a possibilidade de uma derrapagem. Mas mesmo com sincronizadores, um motorista tentando passar de quinta marcha para segunda, poderia ter alguns problemas. Neste caso, o "casal apertando" (fazendo a embreagem dupla), ocorrerá uma pausa em ponto morto e que dará ao motor um pouco mais de gás e fazer o motor e caixa de velocidades atingirem o mesmo giro ou velocidade de rotação, e somente assim é que se pode permitir uma mudança tão drástica. http://www.wisegeek.com/what-is-double-clutching.htm (O que é a embreagem dupla)

quinta-feira, 18 de março de 2010